jueves, 30 de diciembre de 2010

Postdoctorado: La educación superior privada en América Latina en la Universidad de Campinas (Brasil)


El 26 de noviembre realice una presentación sobre una investigación que he desarrollado en los ultimos años sobre la educación superior privada en América Latina en la Facultad de Educación de la Universidad de Campinas. Dicha investigación ha sido parte de un "Estágio Pós-doutoral" en el marco del Programa de Pós-Graduação em Educação de la Faculdad de Educación de la Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) (SP, Brasil), y que tuve el honor y el placer de tener a Demerval Saviani como acompañante y tutor. Es este el segundo postdoctorado que realizo y que me llevo a concentrarme en el estudio de la educación privada en los ultimos tiempos. Las diversas recorridas por la región, las entrevistas, las observaciones, la recopilación de información fueron el eje de esta reflexión que desarrolla un estudio de la situación en 19 países y a partir de ello un análisis comparativo. Aún en proceso de terminacion, esta investigación es parte de una línea de investigación desarrollada en la Unidad de Investigación de la Facultad de Educación de la Universidad de la Empresa y que se facilitó gracias al apoyo de la Agencia Nacional de Innovación e Investigación que desde febrero me incorporo al Sistema Nacional de Investigadores del Uruguay.
A continuación detallo en informe del Prof. Demerval Saviani sobre el trabajo, ya hace varios meses y que fue la base para que la Universidad me diera el certificado de postdoctorado.

Assunto: RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE PÓS-DOUTORAMENTO
Pesquisador: CLAUDIO RAMA
Título do Relatório: LA NUEVA FASE DE LA EDUCACIÓN PRIVADA UNIVERSITÁRIA EN AMÉRICA LATINA: DIFERENCIACIÓN, CONCENTRACIÓN, CALIDAD, MERCANTILIZACIÓN E INTERNACIONALIZACIÓN.
Interessados: DEFHE e CPG-FE-UNICAMP

PARECER

Versa o presente parecer sobre o relatório final do estágio de pós-doutorado realizado pelo Prof. Dr. Claudio Rama no Programa de Pós-Graduação em Educação da FE-Unicamp junto ao Departamento de Filosofia e História da Educação (Defhe) e ao Grupo Nacional de Estudos e Pesquisas “História, Sociedade e Educação no Brasil” (Histedbr).
O projeto de pesquisa aprovado para a realização do estágio, denominado “La educación superior privada (ESP) en América Latina: entre la política, el mercado y la calidad”, tinha em mira dois amplos objetivos:
Em primeiro lugar se propôs a analisar a educação superior privada na América Latina tendo em vista compreender e desvelar suas novas características, enunciar e verificar hipóteses interpretativas e inclusive permitir formular novas orientações de política pública para os diversos atores acadêmicos e sociais no novo contexto político latino-americano e no cenário de restrições econômicas decorrentes da crise financeira.
Em segundo lugar, a partir desse olhar latino-americano sobre as novas características, problemas e tendências da educação, buscava comparar as realizações das instituições privadas de ensino dos vários países procurando detectar o grau em que conseguiram atender com qualidade às demandas de formação de capital humano indispensável para o desenvolvimento sustentável dos respectivos países, considerando o pressuposto de que apenas a educação pública, tal como está estruturada, não conseguiria atender as referidas demandas.
O desenvolvimento da pesquisa no que se refere aos conteúdos trabalhados guiou-se pelas dimensões institucional, acadêmica, econômica, social, política e internacional.
Concluída a investigação, o autor apresenta o relatório final cujo texto, após uma breve introdução, descreve, na primeira parte, o contexto da educação superior privada na América Latina abordando as mudanças na economia; as causas e a gênese da expansão da educação superior privada; as diversas universidades privadas; e as características da educação superior privada. Na segunda parte analisa as dinâmicas nacionais da educação privada na América Latina, contemplando 17 países: Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Chile, Equador, El Salvador, Haiti, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. A terceira parte compõe o novo cenário da educação superior privada na América Latina considerando as regulações públicas e a educação superior privada; o decréscimo relativo da educação superior privada; os crescentes níveis de qualidade da educação privada; novos mecanismos competitivos da educação superior privada; diferenciação do setor privado e dinamismo dos distintos mercados universitários; e tendências da educação superior privada. De posse dos vários elementos obtidos no curso da investigação, o autor apresenta as principais conclusões caracterizando a nova fase e dispondo os elementos próprios do novo cenário da educação superior privada na América Latina.
Examinando-se o conjunto do relatório é possível constatar a densidade da pesquisa realizada que excedeu, em muito, o que seria de se esperar para um período de apenas um ano. O texto forma um todo, tem uma estrutura coerente e fornece aos leitores uma ideia razoavelmente clara da dinâmica da educação superior privada nos países da América Latina. Cabe destacar o empenho em mostrar as características da educação superior privada identificando o que é comum aos diferentes países, sem deixar de distinguir as particularidades próprias de cada um e estabelecendo as devidas comparações entre os países ou grupos de países. Tudo isso mantendo sempre o contraponto com a educação superior pública já que a educação superior privada é uma variável dependente da universidade estatal e de suas relações com o governo.
À vista do exposto, entendo que o texto apresentado preenche inteiramente as exigências previstas para o relatório final do estágio pós-doutoral. Manifesto-me, pois, favoravelmente à sua aprovação pelo Departamento de Filosofia e História da Educação e pela Comissão de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da UNICAMP.


Campinas, 5 de junho de 2010.


Dermeval Saviani.
Supervisor do estágio.

Enlaces a esta entrada:

Crear un enlace

<< Página principal